FANDOM


Sumário Editar

Nota: Este perfil contém spoilers do livro O Silmarillion. Continue por sua conta.

Fingolfin.jpg

E, cheio de cólera e desespero, montou em Rochallor, seu cavalo magnífico, e partiu sozinho, sem que ninguém pudesse contê-lo. Passou por Dor-nu-Fauglith como um vento em meio à poeira; e todos os que viram sua investida fugiram assustados, acreditando que o próprio Oromë chegara. Pois ele fora dominado por uma loucura furiosa, tal que seus olhos brilhavam como os olhos dos Valar.

Fingolfin é um Elfo extremamente poderoso, um Noldor filho de Finwë (O primeiro lider dos Noldor, o qual surgiu juntamente com os primeiros elfos), sendo assim, pertence a segunda geração dos Elfos. Fingolfin é meio-irmão de Fëanor, este nunca se deu bem com Fingolfin, pois são filhos de mães diferentes e Fëanor não aceitava que o pai tivesse outra esposa depois que sua mãe morreu dando a luz a ele mesmo.

Após alguns eventos, Fëanor fez as pazes com Fingolfin, contudo, ocorreu neste dia o acontecimento mais sombrio, Melkor invadiu Valinor com Ungoliant e ambos devastaram o local, destruíram as Duas Arvores. Melkor matou Finwë, e roubou várias pedras preciosas, e principalmente, as Silmarills. Fëanor se irritou muito com isso e chamou Melkor de Morgoth e é assim que ele foi chamado desde então. Fëanor já muito irritado com a situação, se irritou ainda mais quando os Valar (sem saber do roubo), pediram as Silmarills, pois estavam sem luz, com as Arvores destruídas.

Fëanor juntou todos os Noldor e saiu de Valinor, sem a benção dos Valar, se rebelando contra seus conselhos. E Fingolfin, foi junto, pois não desejava separar seu povo. Ao chegar aos portos, pediu ajuda aos Teleri e seus barcos, mas estes lhes negaram ajuda, pois não queriam ajudar aqueles que eram contra os Valar. Então Fëanor, em sua fúria, começou um fratricídio para pegar os barcos. E Fingolfin, acabou por se deixar levar também. Námo os amaldiçoou por isso, dizendo que longa seria sua estadia em seus salões.

Após tomarem os barcos, viram que estes não eram suficientes para todos. E Fëanor foi na frente, para depois mandar os barcos de volta. Todavia, Fëanor traiu Fingolfin, e queimou todos os barcos depois de chegar em seu destino.

Fingolfin ficou sem opções, ou voltava para Valinor humilhado ou ficava parado lá para morrer; apenas havia uma passagem tortuosa, Helcaraxë, esta era fria e cheia de perigos. Mas Fingolfin não desistiu, pegou os Noldor que ficaram com ele e os guiou pela passagem. Tiveram varias perdas, mas no final chegaram a Beleriand e quando desfraldou seus estandartes, o Sol nasceu pela primeira vez.

Chegando lá, ajudou Fëanor contra as forças de Melkor, juntamente com o poder do sol, rechaçaram os exércitos malignos; Fëanor caiu e Fingolfin foi escolhido como Rei Supremo dos Noldor.

Por muitos anos Fingolfin governou com maestria e fez o cerco de Angband. E fez então, uma guerra, essa guerra ficou conhecida como "Dagor Bragollach", a batalhas da Chamas Repentinas. Na guerra, os Noldor foram devastados, suas forças foram praticamente destruídas e Melkor triunfou grandemente, Balrogs e Dragões devastaram exércitos e Morgoth, riu.

Fingolfin foi tomado pela loucura e pelo desespero, ao acreditar que aquele era o fim iminente dos Noldor. Montou em seu cavalo Rochallor e foi para Angband. Ele reluzia um poder incrível, seus olhos, brilhavam como os olhos dos Valar e a pressão e o medo que causava com sua presença luminosa foi suficiente para colocar medo em todas as forças de Melkor, sem nenhuma exceção. Até mesmo o próprio Melkor sentiu medo.

O Elfo chamou Morgoth para um duelo homem a homem, entoando uma canção altíssima com sua trompa, batendo nas portas de bronze. Melkor aceitou o desafio, pois não podia se acovardar na frente de todos os seus capitães. Sendo assim, subiu as escadas e entrou no combate com Fingolfin, a batalha foi lendária e por muito tempo Fingolfin se esquivou dos golpes de Melkor. Mas por fim, cansado, tropeçou e Melkor esmagou seu pescoço, num golpe desesperado, cortou o pé de Melkor, perecendo em seguida

Poderes e Estatísticas Editar

Hierarquia: 6-B

Nome: Fingolfin Nolofinwë.

Franquia: Legendarium.

Gênero: Masculino.

Idade: Milhares de anos.

Classificações: Elfo, Noldor, Rei Supremo dos Noldor.

Poderes e Habilidades: Características Físicas Sobre-Humanas, Capacidade de Combate (Mestre marcial espadachim), Magia (Tipo 3), Sentidos aprimorados (Tipos 1, 2, 6 e 7), Ressurreição (Tipo 3), Regeneração (Celular F, Metafisica C), Interagir com o plano espiritual, Ignorar Resistência Convencional (Manipulação da Alma), Imortalidade (Tipo F), Manipulação Mental (Tipos C e E), Impedir regeneração.

Estado Dimensional: 3 cordas.

Energia Destrutiva: Pelo menos País (Comparável a Balrogs, a seu irmão Fëanor e superior a maioria das forças da Guerra da Ira, os quais tem esse poder). Possivelmente superior.

Velocidade: Pelo menos Hipersônico (Comparável a Balrogs e a seu irmão Fëanor, os quais tem essa velocidade). Provavelmente Massivamente Hipersônico+.

Força de Levantamento: Sobre-humana: Indefinido.

Força do Soco: Classe ZJ (Comparável a Balrogs).

Resistência: Pelo menos País (Aguentou varias pancadas de Melkor. Comparável a seu irmão Fëanor, o qual se manteve com vários Balrogs.)

Estamina: Extramente alta (Após uma guerra, cavalgou até Angband e se manteve contra Melkor se esquivando de vários de seus ataques).

Alcance: Dezenas de metros fisicamente. Quilômetros com sua aura.

Inteligência: Gênio.

Fraqueza(s): Nenhuma.

Equipamentos Editar

Ringil.jpg

Ringil é a espada de Fingolfin, sendo provavelmente uma das melhores espadas do verso (já que O Rei Supremo dos Noldor a usava). Essa espada foi capaz de ferir Melkor 7 vezes e depois ainda cortar seu pé, sem nem mesmo dar algum sinal de rachadura ou amassado.

Escudo fingolfin.jpg

O Escudo de Fingolfin não tem nome, mas é dito que ele tem cristais engastados e aguentou 3 pancadas diretas de Melkor.

Armadura fingolfin.jpg

A armadura de Fingolfin é coberta de prata, muito resistente, bela e altiva. Conseguiu ajudar Fingolfin a suportar pancadas diretas de Melkor e ter forças para dar um golpe final, antes de perecer.

Rochallor.jpg

Rochallor é o cavalo de Fingolfin, o qual ele usou para cruzar Dor-nu-Fauglith e chegar em Angband, para desafiar Morgoth. É um cavalo veloz e magnífico. Tamanha é a magnificência de Rochallor que para confundir Fingolfin com Oromë, também não poderia ser qualquer cavalo em que o suposto Valar estaria montado, nem em velocidade pequena, sendo assim, é provavelmente comparável aos cavalos do Valar da caça.

Trompa fingolfin.jpg

A trompa de Fingolfin foi usada pelo próprio para chamar Melkor para uma luta homem a homem, nos portões de Angband. As rochas reverberavam com a música aguda da trompa de Fingolfin, sua voz chegava clara e nítida às profundezas de Angband.

Técnicas Notáveis Editar

Fingolfinaura.jpg

Quando num estado de fúria muito elevado, Fingolfin libera uma aura extremamente poderosa. Tal aura foi capaz de fazer com que os servos de Melkor o confundissem o próprio Oromë, um dos Valar mais poderosos. Essa aura afugentou todas as forças de Melkor e pôs medo no próprio Morgoth.

GaleriaEditar

Fingolfin VS Melkor
Por isso, Morgoth veio, subindo lentamente de seu trono subterrâneo, e o ruído de seus passos era como trovões no seio da terra. E se apresentou trajando uma armadura negra. Parou diante do Rei como uma torre, com sua coroa de ferro. E seu enorme escudo, negro sem

brasão, lançava uma sombra como uma nuvem de tempestade. Fingolfin, entretanto, cintilava dentro da sombra como uma estrela; pois sua malha era recoberta de prata, e seu escudo azul era engastado com cristais. E ele sacou sua espada Ringil, que refulgia como o gelo. Morgoth então ergueu bem alto Grond, o Martelo do Mundo Subterrâneo, e o fez baixar como um raio. Fingolfin, porém, deu um salto para o lado, e Grond abriu um tremendo buraco na terra, de onde jorraram fumaça e fogo. Muitas vezes Morgoth tentou esmagá-la, e a cada vez Fingolfin escapava com um salto, como o relâmpago que sai de uma nuvem escura. E fez sete ferimentos em Morgoth; e sete vezes Morgoth deu um grito de agonia, com o que os exércitos de Angband se prostraram no chão, aflitos, e os gritos ecoaram pelas terras do norte. Mas, por fim, o Rei se cansou, e Morgoth o empurrou para baixo com o escudo. Três vezes, Fingolfin foi esmagado até se ajoelhar, e três vezes ele se levantou portando seu escudo quebrado e seu elmo amassado. Entretanto, a terra estava toda esburacada e rasgada ao seu redor, e ele tropeçou e caiu para trás aos pés de Morgoth. E Morgoth pôs o pé esquerdo sobre o pescoço de Fingolfin; e o peso era o de uma colina desmoronando. Contudo, num golpe final e desesperado, Fingolfin lhe cortou o pé com Ringil, e o sangue jorrou negro e fumegante, enchendo os buracos feitos por Grond. Assim morreu Fingolfin, Rei Supremo dos noldor, o mais altivo e destemido dos Reis élficos de outrora. Os orcs não se vangloriaram desse duelo junto aos portões. Nem os elfos cantam esse feito, pois é por demais profunda sua dor.

Outros Editar

Vitórias notáveis:

Perdas notáveis:

Batalhas inconclusivas:

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória